Primeiro-ministro anuncia pedido de ajuda externa

Local destinado a tópicos com temas não relacionados com lugares esquecidos. Um local para se falar de tudo um pouco.
Responder
Avatar do Utilizador
luimio
Administrador do Site
Administrador do Site
Mensagens: 739
Registado: 08 abr 2009, 02:44
Localização: Estarreja Aveiro

Primeiro-ministro anuncia pedido de ajuda externa

Mensagem por luimio »

"Este é o momento para todos assumirmos as nossas responsabilidades perante o país", afirma o primeiro-ministro.
Inserido em 06-04-2011 20:40


Link


José Sócrates anunciou hoje que Portugal pediu ajuda externa. "O Governo decidiu hoje mesmo dirigir à Comissão Europeia um pedido de assistência financeira, por forma a garantir as condições de financiamento ao nosso país, ao nosso sistema financeiro e à nossa economia", declarou o chefe do Governo demissionário.

O primeiro-ministro diz que fez este pedido de ajuda externa "nos termos que têm em conta a situação política nacional e as limitações constitucionais de um Governo de gestão" e adianta que já informou o Presidente da República, Cavaco Silva.

"Este é o momento para todos assumirmos as nossas responsabilidades perante o país. Todos sabem como lamento que esta decisão se tenha tornado inevitável, os portugueses sabem que lutei por outra solução em nome do interesse nacional. Pois é também em nome do interesse nacional que hoje digo aos portugueses que é preciso dar agora este passo", refere.

O primeiro-ministro garante que se vai empenhar com toda a "determinação" para que "a negociação deste pedido de ajuda tenha os menores custos possíveis para Portugal e para os portugueses".

José Sócrates argumenta que o chumbo do Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC 4) agravou de "forma dramática a situação financeira de Portugal, foi o "sinal errado no momento errado" e precipitou o país para este pedido de ajuda externa.

"Ao longo do último ano, lutei todos os dias para que isto não acontecesse. A verdade é que tínhamos uma solução e ela foi deitada fora", afirmou o primeiro-ministro.

A declaração de José Sócrates ao país surge depois de o ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, ter afirmado que "é necessário recorrer aos mecanismos de financiamento disponíveis no quadro europeu".

Em declarações ao "Jornal de Negócios", Teixeira dos Santos diz que "o país foi irresponsavelmente empurrado para uma situação muito difícil nos mercados financeiros" e que, perante a "difícil situação, que podia ter sido evitada", entende que "é necessário recorrer aos mecanismos de financiamento disponíveis no quadro europeu em termos adequados à actual situação política".

O ministro acrescenta que "tal exigirá, também, o envolvimento e o comprometimento das principais forças e instituições políticas nacionais".


Ricardo Vieira
In: .rr.pt
Imagem
Responder